O que é preciso para ser um fotógrafo de recém-nascidos? Guia para o Fotógrafo e para os Pais.

terça-feira, março 28, 2017

Se você está pensando em iniciar na área de fotografia newborn, é preciso acima de tudo entender como é essa fotografia, o que ela exige, quais os cuidados e, principalmente, o que é obrigatório saber ou ter para então iniciar a fazer os trabalhos. E isso vale também para você MÃE que está procurando um profissional para registrar seu pequenino: guie-se pelos itens abaixo antes de colocar a vida de seu filho nas mãos de um fotógrafo.

1) Ser fotógrafo



Primeira coisa antes de começar a fotografar um recém-nascido é ser fotógrafo. Parece óbvio? Mas acredite: muitas pessoas começam a fotografar recém-nascidos pelo simples fato de acharem "bonitinhas" essas fotos e então começam sem uma básica noção de luz, técnica, qualidade de imagem.

Profissional: antes de escolher atuar nessa área, entenda primeiramente de fotografia. Fotografia newborn é uma ESPECIALIZAÇÃO.

Pais: verifiquem a carreira daquele profissional, verifiquem outros trabalhos se ele tiver. Tenha uma noção de qualidade. Você, no fundo, vai perceber sim diferença entre um e outro. Aquela diferença que talvez você não saiba o que é, é QUALIDADE, e qualidade vem dexperiência na área.


2) Ter especialização



Todo fotógrafo de newborn (na minha opinião) DEVERIA ter no mínimo UM CURSO presencial, preferencialmente com um fotógrafo referência na área. Isso eu acho que deveria ser até óbvio, mas o que se vê são muitos fotógrafos iniciando suas carreiras na 'sorte'. Acho que o aprendizado é algo muito relativo e, com certeza, cursos online também são importantes, leituras e afim. Mas o workshop, aquele curso bem essencial sobre o que é essa fotografia, como é segurar um bebê, ver ao vivo ali as coisas acontecendo e ainda aprender com a prática é mais do que preciso!

Profissional: comece bem, comece fazendo certo! Invista tempo e dinheiro num curso presencial com um fotógrafo referência (Bel Ferreira, Paloma Schell, Laura Alzueta, Simone Silvério entre outros) - esses profissionais são referência por um motivo: sabem muito bem o que estão fazendo. Não lidem com isso como uma área para abranger, um extra. Esse trabalho exige muita dedicação, muita paciência, muito cuidado.

Pais: Verifiquem a formação do fotógrafo. Perguntem, questionem, exijam a formação. Afinal, é a vida do seu filho que estará nas mãos dele. Ter milhões de cursos pode não significar que aquele profissional seja o escolhido, mas no mínimo ele vai saber o que está fazendo.

E aqui, até faço uma observação: workshops (cursos presenciais) BONS de fotografia newborn são CAROS. Então, até desconfie de quem cobra bem baratinho, aquele profissional provavelmente não sabe quanto custa um bom workshop (cerca de R$1800,00).


3) Ter bom-senso



Aqui, é um item que talvez gere polêmica pois bom-senso é relativo. Mas tentarei deixar o mais generalizado e básico possível. Quando falo bom-senso, falo de lógica, de coisas que possivelmente podem dar errado, coisas que dão certo. Enfim. Nesse sentido, ter bom-senso na fotografia newborn é:

Ter noção básica de higiene e limpeza tanto pessoal quanto do espaço. Não adianta ler em algum lugar que "você precisa passar alcool 70% no seu espaço" e ir lá e passar esse produto com um pano sujo - entende? É LÓGICO que você precisa passar o produto com um pano limpo. Mas entenderam que esse tipo de bom-senso é relativo? Não adianta higienizar as mãos com álcool mas calçar um tênis sujo durante o ensaio, botando em risco pisar com ele em algum acessório ou roupa do bebê.

Outra coisa é entender que esse é um ensaio de um bebê, ou seja, usar acessórios, roupas e objetos que identifiquem esse momento é lógico, certo? Além disso, não adianta fazer uma foto em um cenário maravilhoso com aquele pedaço de tronco que você achou na rua e que não deixou próprio para esse fim. Sabe, é tão comum esse tipo de coisa que até assusta!

Profissional: Lendo tudo isso acima, então, tenha noção de que a fórmula mágica não existe para deixar tudo 100%, existe BOM SENSO. A qualidade e a excelência se fazem nos detalhes! 

Pais: Façam uma reunião com seu fotógrafo ANTES DO ENSAIO. Conheça o espaço, observe, conheça o perfil daquele profissional e veja se bate com o seu. Como disse, bom-senso é relativo, mas sabendo que estamos lidando com algo tão frágil, é preciso aguça-lo.


4) Entender o mercado



Isso é outra coisa extremamente importante na profissão de fotógrafos, no geral. A maioria não sabe o que é ter um negócio, o que é gerir uma empresa. Ter uma básica noção de economia, administração e precificação é importantissimo se quiser deixar seu negócio sustentável e, acima de tudo, rentável. Não é surpresa para a maioria que existem muitos profissionais praticando valores abaixo da média. Mas a verdade é que eles sequer sabem QUANTO ESTÁ A MÉDIA ou mesmo QUANTO VALE de fato seu trabalho. Pesquise seus concorrentes, porque um cobra X e o outro cobra Y? O que um tem que o outro não tem? O que você pode fazer melhor? O que você entende como um valor justo? Quanto vale sua hora? Qual seu diferencial? Qual seu valor agregado?

Profissional: é seu dever como PROFISSIONAL fazer jus à esse termo. Seja profissional: entenda qual é o seu negócio, entenda que o barco é um só e que fazer buraco nele só vai TE PREJUDICAR. Não quebre seu mercado com práticas não saudáveis de precificação. Se você é bom no que faz, cobre por isso - se você não for? Aprenda primeiro! Faça de graça! Mas não entenda falta de experiência como falta de credibilidade, sua empresa deve te dar lucro, é o principio básico meudeusdocéu. Despenda o tempo que você daria (e eu digo DARIA pois R$300 para o ensaio newborn pra mim é DADO) para fotografar um RN (cerca de 4h no mínimo contando o processo) e invista em prática saudável: ensaios de graça, cursos, palestras, enfim, aprendizado. Filantropia é dar sem esperar nada em troca, o contrário disso é NEGÓCIO. Tá recebendo? Tá fazendo um negócio! Tá cobrando pouco? Tá fazendo um PÉSSIMO negócio! Simples assim.

Pais: ao pesquisar no mercado os profissionais para registrar esse momento você vai encontrar, muito provavelmente, disparidades nos valores. Tente entender o porque dessas disparidades. Não é porque aquele profissional se diz fotógrafo de recém-nascidos que ele de fato seja um. Como comentamos acima, muitos entram na sorte, sem entender absolutamente nada do mercado, da técnica e sem bom-senso. Se vocês vissem pelo menos UM ENSAIO de recém-nascidos antes de fechar negócio, entenderiam o porque de os melhores profissionais cobrarem um valor mais elevado. Ficou curioso para ver um ensaio? Clique aqui. Preste atenção nos DETALHES.


5) Gostar do que faz


Bom, para finalizar, acho que esse é um item mais do que primordial em tudo na vida. É preciso gostar de fazer isso. Por mais que o mercado não esteja saudável, por mais que tenhamos pouca informação ainda entre os profissionais e entre o público aqui (em Joinville, minha cidade), ainda assim, só quem gosta MESMO do que faz para não parar, continuar tentando e batalhando por esse ramo. Infelizmente em cidades mais tradicionais como a nossa, esse tipo de novidade (que nem é mais novidade em diversos lugares) chega leeeeentamente, cheia de ruídos, cheia de erros. Erros estes que podem ser até fatais :( - assusta né? É para assustar mesmo.

Então, o mínimo é realmente gostar de bebês, gostar de lidar com eles, entender as necessidades de cada um com carinho, com amor, compaixão e humildade.

Profissional: você é acima de tudo um ser humano. Então se conheça, melhore, antes de lidar com outra vida tão mais frágil do que a sua. Errar é humano mas acredito que humanidade e profissionalismo, nesse caso, devam andar juntos. Então seja os dois de corpo, alma e mente.

Pais: se identifique com aquele profissional. Nós fazemos negócio com pessoas e pessoas são PESSOAS rsrs! Depois de analisar tudo isso acima, analise também com QUEM você está lidando, como é aquela pessoa. Você gostou dela? Bateu aquela química? Não? Então opte por outro, faça mais pesquisas. E aqui vale a dica máxima: pesquise com antecedência. Assim você terá ainda mais conhecimento do mercado bem como do profissional.

É isso pessoal! Espero ter ajudado ambos os lados para entender um pouquinho mais sobre a Fotografia de Recém-Nascidos.

Responsabilidade e ética SEMPRE!

Você pode gostar também

Comente com o Facebook

0 comentários

Instagram @kalinagfotos | @estudiokalina

NOSSO PINTEREST!

Contato

contato@kalinagfotos.com
Kalina Grabowski Love&Life Photography
Estúdio em Joinville no bairro América.
47 3026-2750

Fale conosco ou faça seu orçamento via WhatsApp:
9 8814-3728

DÊ UM LIKE!